Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aurora Madaleno2

Aurora Madaleno2

12
Mai22

Sentada em teus degraus

Aurora Madaleno

Sentada em teus degraus

 

Sentada em teus degraus

Olhei-te minha, vivi...

Deitada em teu berço,

Embalada adormeci...

 

Fora eu alada

E ficaria presa.

Dentro de teus braços

Para mim nada mais resta.

 

Sonho e poesia és tu

Beleza, ideal, tudo enfim...

Como ir-me, se fico

Ficar como, para que vim?

 

Não sei onde vão meus ais,

Quem os ouve e não despreza.

Porque vivo sem te ver,

Minha vida é sem beleza.

 

Aurora Martins Madaleno 

1970 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub